Caravana da Pecuária tem apoio do sistema OCB/SESCOOP -RO

Geral

07/06/19

Na tarde desta quarta-feira, 05/06, o presidente do sistema OCB/SESCOOP-RO e membro do FUNDAGRO, Salatiel Rodrigues, participou da solenidade que deu início a Caravana da Pecuária, que percorrerá diversos municípios rondonienses.

O principal objetivo da Caravana é fortalecer a pecuária em todo Estado, através da visita em propriedades rurais, capacitando produtores por meio de palestras e mini cursos, para que eles possam conhecer cada vez mais práticas que venham trazer melhorias ao setor.

A Caravana acontece em um momento muito importante em que Rondônia está se tornando o primeiro estado brasileiro, após Santa Catarina, a retirar a vacina e ficar livre da Febre Aftosa. Com a retirada da vacina, a ideia é colocar o Estado em novo patamar sanitário, abrindo novas oportunidades para o setor. 

Para Adélio Barofaldi, presidente do Fundo para do Desenvolvimento do Agronegócio em Rondônia, “o que precisamos agora é fazer uma divulgação para o produtor, pois até então o Estado exigia a vacina. Nós teremos a última vacinação em novembro deste ano e a partir de maio de 2020 nós já estaremos livres da febre aftosa, sem vacinação”, concluiu. 

O presidente do sistema OCB/SESCOOP-RO e também membro do FUNDAGRO, Salatiel Rodrigues, acredita que a inciativa é muito importante e vem para agregar valor à nossa carne. “Estamos aqui para apoiar esse projeto e vejo que tanto o setor público quanto o setor privado se mostram confiantes nesse novo ciclo que abrirá a oportunidade para a venda de nossa carne para novos mercados”. 

A Caravana que saiu na segunda de Porto Velho, passa por Ariquemes, no Vale do Jamari, Machadinho do Oeste, Cacoal, Rolim de Moura, Chupinguaia e finaliza em Vilhena. A ação é uma iniciativa do FUNDAGRO, Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Rondônia (FAPERON), Secretaria de Estado da Agricultura (SEAGRI), Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (IDARON), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). 


Imagem

Imagem